Como fazer mapas mentais com FreeMind

Mapa da mente ou mapa mental (não confundir com mapa conceitual) é uma técnica que permite concentrar conteúdos complexos, ordenar idéias e organizar tarefas em forma de esquema, usando poucas palavras, cores e imagens. Assumindo a forma de árvore ou teia, diz-se que são compostos por ramos ou nós, conforme a metáfora usada. Baseiam-se em algumas constatações:

  • 90% das informações está  contida em 10% das palavras de um texto;
  • O desempenho nos estudos é maior quando se integram as capacidades dos hemisférios do cérebro: o esquerdo, local do pensamento concreto e da linguagem, e o direito, local das sensações e sentimentos;
  • Memoriza-se melhor quando fazemos associações e conexões entre as coisas;
  • Estudantes usualmente sinalizam palavras-chaves ou pontos importantes de um texto através de desenhos, ilustrações, símbolos, setas e canetas coloridas

Na Universidade onde leciono, venho incluindo mapas mentais às notas de aula e apresentações que faço, bem como proposto aos alunos para que os construam como atividade extra nas abordagens de conteúdos conceituais ou factuais.

 

Mapas mentais são fáceis de criar e exigem poucos recursos: folhas de papel A4 ou de flip-chart, canetas e lápis coloridos são suficientes. Entretanto, o uso de softwares tornam mais fácil essa tarefa e facilitam sua edição. Um desses é o FreeMind. Eleito “Projeto do Mês” em Fevereiro de 2006 pelo SourceForge (http://ww.sourceforge.net/), o FreeMind é um software multiplataforma licenciado sob a GPL.

1.Instalando o FreeMind

Observação 01: O FreeMind requer Java 1.4 ou superior. Se você ainda não o possui instalado e configurado, deve fazê-lo agora. Se necessário, consulte o post “Configurando um ambiente de desenvolvimento Java no Ubuntu 5.10”, onde explico o caminho das pedras para isso.

Observação 02: Os passos abaixo foram testados com o Ubuntu 6.06.

O FreeMind pode ser obtido e instalado de diferentes modos. A partir dos binários, são necessários apenas dois passos:

a)Fazer o download da última versão.

O FreeMind estava disponível para download a partir dos endereços http://sourceforge.net/projects/freemind ou http://freemind.sourceforge.net/wiki/index.php/Main_Page. Na data deste post, a última versão ela era a 0.8.0, disponível nas versões maximum (8MB) e minimum (3MB). A diferença entre elas está na capacidade de exportar os mapas mentais nos formatos SGV (Scalable Vector Graphics) e PDF (Portable Document Format), presente apenas na versão maximum. Por isso sugiro escolhê-la.

b)Descompactar o arquivo baixado. 

Supondo a instalação no diretório /opt/freemind…

i)Crie o diretório freemind dentro do diretório /opt com o comando…

sudo mkdir /opt/freemind

ii)Mude-se para aquele diretório…

cd /opt/freemind

iv)Descompacte o arquivo baixado…

sudo unzip <<caminho onde baixo o freemind>>/freemind-bin-max-0_8_0.zip

2.Executando o freemind

Para executar o FreeMind, estando em um diretório diferente daquele em que foi instalado, digite…

sh <<caminho onde foi instalado>>/freemind.sh

3.Construindo um mapa mental

Observação: O mapa mental que construiremos ilustra o artigo “O primeiro mapa mental a gente nunca esquece” , de Virgílio Vasconcelos Vilela.

3.1 Construa o mapa mental (etapa para ativar o lado esquerdo do cérebro)

a) Crie um novo mapa mental

Para criar novo mapa, selecione a opção de menu…

Arquivo->Novo

Surgirá no centro da tela uma elipse com os dizeres “Novo mapa da mente”. 

 

Essa elipse é conhecida como nó central. Clique no nó central. Ele assumirá a forma de uma caixa de texto. Substitua seus dizeres por “Benefícios dos mapas mentais”e tecle <ENTER>.

b) Crie os ramos ou nós

Clique com o botão direito do mouse sobre o nó central. Surgirá um menu de contexto. Selecione a opção “Novo nó filho”. Será criado um novo nó conectado ao nó central. Nele escreva “Aprendizado”.

Sobre o nó “Aprendizado”, clique com o botão direito. Reaparecerá o menu de contexto. Selecione novamente a opção “Novo nó filho” e no nó criado escreva “mais organizado”.

Clique agora com o botão direito sobre o nó “mais organizado”. Selecione no menu de contexto a opção “Novo nó irmão abaixo” e no novo nó criado escreva “mais aplicável”.

Pra concluir, clique com o botão direito sobre o nó “mais aplicável”. Selecione no menu de contexto a opção “Novo nó irmão abaixo” e no novo nó criado escreva “mais rápido”.

Prossiga construindo os outros nós. Ao final, seu mapa deve parecer-se com este…

 

 

c) Reorganize os nós, se necessário

Uma vez criados, é possível mudar os nós de lugar? Sim e do modo simples como nos acostumamos a reposicionar textos, figuras e desenhos em outros documentos: com os recursos arrastar-e-soltar, copiar-colar e recortar-colar.

Suponhamos que os nós “Trabalho” e “Efeitos” tenham sido criados em posições trocadas: "Trabalho" do lado direito e "Efeitos", do esquero. Usando-se o recurso “arrastar-e-soltar”, clica-se sobre o nó “Efeitos” e, mantendo-se o botão do mouse pressionado, o arrastamos para cima do nó central (“Benefícios dos mapas mentais”), soltando o botão do mouse apenas quando um retângulo cinza estiver sobre seu lado direito.

O mapa assumirá a forma abaixo.

Então é mover o nó “Trabalho” para o lado esquerdo do mapa. Tente fazê-lo!

Vejamos como reorganizar os nós usando o recurso “recortar-colar”. Para isso, vamos bagunçaar um pouco nosso mapa. Clique com o botão de direito do mouse sobre o nó “Pensamento”. No menu de contexto, selecione a opção “Recortar”. Clique com o botão direito do mouse sobre o nó “Trabalho” e no menu de contexto escolha “Colar”. Seu mapa deve parecer-se com este:

Exercite um pouco mais essa habilidade, reposicionando outros nós. Depois desfaça a bagunça para que seu mapa pareça-se com este:

3.2 Formate os elementos do mapa (etapa para ativar o lado direito do cérebro)

Observação: O Freemind não está com sua tradução completa para o português. Por isso, algumas opções de menus utilizadas daqui em diante estão em inglês!

A formatação dos elementos (fontes, bordas, nós, etc) do mapa mental deve ter por objetivo tornar sua aparência final mais bonita, vibrante e criativa a fim de ativar o lado direito do cérebro (aquele que processa as sensações e emoções, lembra?) de quem estiver analisando-o. Depende do capricho e criatividade do autor, mas também da variedade de recursos que o software oferece. Veremos aqueles do freemind para fazer nosso mapa mental parecido com este:

a)Edição do texto de um nó

Clique com o botão direito do mouse sobre o nó central “Benefícios dos mapas mentais” e no menu de contexto selecione a opção:

Editar um nó extenso

Será aberto o diálogo…

Reescreva em caixa alta (letras maiúsculas) o conteúdo do nó central como mostra a figura.

b)Tipo e tamanho da fonte

Selecione no menu principal…

Editar -> Select All Visible.

No canto superior direito da barra de ferramentas selecione o tipo e o tamanho desejados para fonte.

c)Largura das linhas

Selecione no menu principal…

Editar -> Select All Visible.

Clique com o botão direito do mouse sobre qualquer nó e selecione no menu de contexto…

Format -> Edge Widths -> 2

d)Estilo das linhas

Selecione no menu principal…

Editar -> Select All Visible.

Clique com o botão direito do mouse sobre qualquer nó e selecione no menu de contexto …

Format -> Edge Styles -> Sharp Bezier

e)Formato do nó

Pressione a tecla <Shift> e, mantendo-a pressionada, clique sobre os nós “mais auto-confiança”, “mais prazer”, “mais auto-estima”, para selecioná-los. Em seguida clique com o botão direito do mouse sobre qualquer um desses nós e escolha no menu de contexto…

Format -> Bolha

f)Nuvens

Clique com o botão direito do mouse sobre o nó “Efeitos” e escolha no menu de contexto…

Insert -> Nuvem

g)Ícones

Clique com o botão direito do mouse sobre o nó “Efeitos”. No menu de contexto selecione…

Ícones -> Eu estou feliz

Tente agora insirir o ícone “Idéia” no nó “Pensamento”.

h)Cor do nó

Clique com o botão direito sobre o nó central “Benefícios dos mapas mentais”. No menu de contexo, escolha a opção…

Format -> Node Background Color

Será aberto o painel de cores abaixo:

 

Clique sobre uma cor para escolhê-la e depois clique em <OK>.

i)Cor da borda

Clique com o botão direito do mouse sobre o nó “Aprendizado”. No menu de contexto, escolha a opção…

Format –> Cor da borda

Será aberto o painel de cores anterior. Clique sobre uma cor para escolhê-la para colorir a borda e depois clique em <OK>. Prossiga colorindo as demais bordas.

4.Distribuindo seus mapas mentais

O FreeMind permite exportar os mapas mentais de muitas formas. As opções estão disponíveis em

Arquivo -> Export

Particularmente gosto de distribuir meus mapas nos formatos JPEG e PDF.

Conclusão

No endereço http://www.mind-mapping.org/ você encontra uma lista de softwares para gerenciamento de conhecimento e organização de informações, incluindo softwares para criação de mapas mentais. 

Especificamente sobre mapas mentais, recomendo os endereços:

http://en.wikipedia.org/wiki/Mindmap
http://www.idph.net/artigos/novaeducacao/mapasmentais.php
http://www.insilmaril.de/vym/
http://www.mapasmentais.com.br/artigos/introducao.asp
http://www.mind-mapping.co.uk/index.htm

27 Comments

  • Olha… Eu uso e gosto muito!

    Seu post tá muito bem explicandinho. Vou linkar, ok?

  • Cara,

    Ótimo artigo, muito bem escrito e explicado. Eu escrevi um artigo sobre mapas mentais e freemind para o vivaolinux, posso adicionar o seu como informação extra?

    Abraço e parabéns

  • Ok, Karla,

    Pode linkar.

    E você, Roberto,

    Fique à vontade para adicioná-lo.

    Abraços,

    Antonio Passos

  • Qual a diferença entre mapa mental e mapa conceitual? Achei que eram a mesma coisa…

  • Galera, estou com um pequeno problema: Toda vez que insiro um í­cone no primeiro ní­­vel ele é refletido na caixa central, da mesma forma quando insiro um í­­cone no segundo ní­­vel o mesmo é inserido no primeiro e também na caixa central. Onde desabilitar essa opção?

  • Olá Antônio!
    Sou totalmente leigo nos mind maps. Acabei de descobri-los e quero implantar na minha empresa. Já fiz todo o teu passo-a-passo, está realmente muito bem feito e explicado. Agora gostaria de saber se é necessário saber mais informações à respeito (outras ferramentas, ícones, formas de usar, etc) ou se com o que aprendi aqui já posso colocar a mão na massa.
    Agradeço pela ajuda
    Abraços

    Lucas

  • Oi, Lucas!

    A gente sempre pode aprender mais sobre um determinado assunto, claro. Os endereços que indiquei são um bom começo. Mas creio que com este post já dá para você começar a trabalhar com os mapas mentais.

    Antonio Passos

  • como é que eu coloco um filho no lado esquerdo do mapa.acontece que ele sempre começa com o direito;então, eu não consigo gerar filos no esquerdo a partir do freemind 0.8.

  • Aprendi com facilidade o passo a passo, obrigada

  • Eu adorei este Free Mind, mas como faço para colocar dois mapas mentais na mesma folha? pois gosto de fz esqueminhas pequenos. Entao gostaria de por exemplo, colocar uns 3 nós centrais na mesma folha e destes puxar os nós filhos. Alguém ja conseguiu fz isso? por favor se sim, passa-me os passos?

    obrigada pela atençao.

  • Tenho que fazer um mapa mental sobre tecnologia.
    Podem me ajudar?
    Passando o passo a passo bem definido.
    Abs,

    Ivete

  • Olá Antonio,

    Estou fazendo uma pós-graduação em “Uso das Mídias na Educação” e foi pedido para criarmos um Mapa Mental. Fiquei quase louca, pois não conseguia usar nenhuma ferramenta do FreeMind e então resolvi ver se achava um tutorial e esbarrei com o seu. Foi demais, pois agora estou conseguindo fazer meu trabalho. Seu tutorial é didático, claro e objetivo. Valeu cara, tudo de bom pra você. Um abraço.

  • Nossa, Reni!

    Fiquei muito feliz em saber que este artigo a ajudou desse tanto.

    Abraços,

    Antonio Passos

  • Agradeço muito suas dicas de uso do freemind e aproveito para perguntar onde posso encontrar desenhos para ilustrar meus mapas e como inserir esses figuras no menu de figuras do freemind.

  • Gostaria de saber como fazer para visualizar o mapa mental feito por mim, antes da impressão, como faço ?

    E para aumentar o tamanho do mapa mental, como faço ?

    Obrigada.

  • alguem aqui ja instalou o freemind version 0.90 rc a ultima
    instalei aqui no meu ubuntu formato .deb tudo ocorreu blz a instalaçao ,mas quando vou executar da erro de patterns.xml . alguem ja consegiu rodar ela no ubuntu ?
    se caso sim ou como solucionar o erro ou um how to install 0.90 no linux ficaria grato pela ajuda..abraços se mandesse um email ara mim : mnoveli@gmail.com
    marcio

  • Prezado Antônio,

    Acabei de cair de pára-quedas em mapas mentais. Por acaso você tem esse tutorial para enviar por email?

    Desde já agradeço!

    Abraços!

  • Não, não tenho, Karol.

    Antonio Passos

  • Olá Antônio.
    Primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo excelente tutorial.
    Estou tendo um pequeno problema no Freemind no Linux, já explico.
    O Freemind eu utilizo tanto no XP, quanto no Vista 64bits e também no Big Linux (se você não conhece essa distro vale a pena conferir em www,biglinux.com.br, 100% nacional e baseada no Ubuntu).
    No XP e no Vista o Freemind está funcionando 100%, acontece que no Big Linux não estou conseguindo acentuar corretamente as palavras (as teclas ç, á, é, ô, etc, não funcionam).
    Acredito que não seja problema no sistema, pois no BROffice 3.0 a acentuação funciona perfeitamente.
    Agradeço qualquer auxílio para descascar esse “abacaxi”.
    Um abraço, e mais uma vez meus parabéns.

    Claudio

  • Ah, esqueci de mencionar a versão que estou usando…
    Baixei a versão 0.9.0_RC 4 do site do freemind, e esta é que está me dando problema.
    Na versão 0.8.1, que está nos repositórios do Big Linux (Ubuntu 8.04) a acentuação funciona perfeitamente, porém a tradução está bem crua e a aparência do programa não está das melhores, a versão 0.9.0_RC 4 está bem melhor neste aspecto.
    Aguardo auxílio.
    Abraços,

    Claudio

  • Oi, Claudio! Olá, demais leitores!

    Durante muito tempo, usei o Freemind. Atualmente estou usando o XMind (http://www.xmind.net/), que, assim como o Freemind, é opensource! Vejam o tutorial que fiz (http://www.antoniopassos.pro.br/blog/?p=623) .

    Abraços,

    Antonio Passos

  • Olá Antonio, parabéns pelas iniciativas. Comecei a usar o Xmind também. Muito bom por sinal. Gostaria de saber se você, quando usava o FM, em algum momento exportou para FLASH. Tentei usar este recurso, mas o seguinte erro aparece e não consigo resolver.

    Flash plugin or Javascript are turned off. Activate both and reload to view the mindmap

  • Oi, Sidney!

    Não cheguei a usar esse recurso,não.

    Antonio Passos

  • Estou encantada com esse novo (para mim) recurso, voce está de parabéns pelas informações e esclarecimentos. Minha dúvida é relacionada aos ícones ou desenhos que posso inserir nos mapas.

  • Olá, tudo bem?
    Segui todo os passos e agora estou conseguindo fazer mapas mentais, Mas tem um problema, alterei a fonte conforme orientado mas na hora de imprimir saem letras pequenas. Será que tem haver com o tamanho do mapa?

  • Olá
    Eu comecei a utilizar o FreeMind e tenho gostado bastante porém montei um dos mapas e criptografei mas agora não encontro nenhuma opção como descriptografar, se puder me ajudar, dessde já agradeço.

  • Olá, como vai?
    Realmente é sensacional o programa, porém estou tendo dificuldades na hora de imprimir. Quando ajusto para a página, as letras ficam muito pequenas e quando vou ampliar, ficam grandes demais. O que faço.

    Abraços,
    Kátia

Leave a comment

Arquivos